Chineses fazem pedido de licença ambiental para refinaria no Ceará

| ENTRADA NO GOVERNO | Chinesa Qingdao Xinyutian Chemical é responsável pelo projeto


por Átila Varela


O processo de implantação da refinaria no Ceará começa a se desenrolar. Isso porque a empresa chinesa Qingdao Xinyutian Chemical, responsável pelo projeto, procurou a Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace) para obtenção da licença ambiental.


A empresa chinesa, que criou filial no Ceará, deu entrada no projeto para o licenciamento ambiental e tem o banco chinês para financiar os investimentos e a área do Estado para a instalação da refinaria. Estamos muito empolgados”, destacou o governador Camilo Santana (PT).


A Superintendência confirmou que a Qingdao buscou orientação sobre os procedimentos. “A empresa interessada em instalar uma refinaria no Ceará iniciou as tratativas junto à Semace no sentido de orientar sobre como proceder para obter as licenças ambientais previstas na legislação vigente no Ceará”, disse o órgão, por meio de nota.


Tendo o projeto características semelhantes à da planta antes pretendida pela Petrobras, a interessada deverá solicitar a regularização da licença de instalação com mudança de titularidade, até então em nome da companhia.


Apesar da comemoração do governador, ainda serão demandados aproximadamente seis anos para que a refinaria dê início às operações.


A projeção é de Bruno Iughetti, especialista em petróleo e energia. “Se eles obtiverem todas as licenças ambientais, mais as licenças de operação, a refinaria estaria em plena carga em cinco anos. Como sabemos, esses procedimentos não saem em menos de um ano. Podemos estimar o início operacional para seis anos”.


A operação da refinaria é dividida em duas fases. A primeira deve comportar 150 mil barris de petróleo por dia. A segunda fase dobra para 300 mil. A companhia também irá implantar uma petroquímica – destinada à produção de derivados advindos do combustível fóssil – com valor estimado de US$ 3 bilhões.


Serão 600 hectares. Para as duas fases do equipamento são 400 hectares, além de outros 200 para a instalação da petroquímica. Os projetos, localizados no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (Cipp), ficarão na área da Zona de Processamento e Exportação (ZPE).


RECURSO

O Governo do Estado já assinou memorando de entendimento com o China Development Bank para financiar a refinaria. O montante de recursos é orçado em US$ 4,5 bilhões.




Link da Matéria Online:

https://www.opovo.com.br/jornal/economia/2018/06/chineses-fazem-pedido-de-licenca-ambiental-para-refinaria-no-ceara.html



0 visualização

POLO MULTIMODAL PECÉM INVESTIMENTOS S.A.

inscrita no CNPJ sob o nº 16.530.145/0001-34

R. Vicente Linhares, 521 - Sala 2013  

Aldeota, Fortaleza - CE, Brasil

CEP 60.135-270

  • Facebook - Círculo Branco
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone LinkedIn
  • Branca ícone do YouTube

© 2020 POLO MULTIMODAL PECÉM - Todos os direitos reservados

POLO SWISS DEVELOPMENT AG 

Company Reg: CHE-494.945.080

Zählerweg 3,6300 Zug, Switzerland